Uma mulher de coragem!

Todo ato de heroísmo tem que ter reconhecimento sim, como foi o caso da cabo da PM, Kátia da Silva Sastre, de 42 anos, que reagiu salvando mulheres e crianças durante um assalto à mão armada na frente de uma escola, em Suzano, na grande São Paulo. Um ato de coragem e tanto, que eu não poderia deixar de compartilhar com vocês, meus queridos leitores.
Penso que atos iguais a esses tem que ser apreciados e aplaudidos, não pelo fato de a policial ter atirado num indivíduo (sou contra a qualquer tipo de violência, aqui só é “paz e amor”, igual o lema dos hippies, rs) mas sim, pelo fato dessa mãe e profissional ter pensado nas outras pessoas que estavam ali. Talvez vocês pensem: “Ah, ela é policial, não fez mais que seu trabalho em defender”. Sim, fez seu trabalho! Mas ela era uma mãe, uma cidadã do bem, que por incrível que pareça foi testemunha da violência e ao se deparar com aquela situação resolveu reagir com coragem e bravura para defender quem estava ali no momento do incidente.

A Mãe
Kátia da Silva Sastre, é mãe de duas meninas e estava indo prestigiar um evento do dia da mães, na escola de uma das filhas (a mais velha de 7 anos) iguais a todas as outras mães, que estavam ali presentes fazendo seu papel de ser mãe, uma vez que essas ocasiões são importante para os filhos, pois toda criança tem o direito de ter essa atenção dos pais, que para uma criança é precioso. E ser mãe é estar presente nesses momentos, não é mesmo? No entanto, o papel de uma mãe vai muito além de estar presente nesses momentos. Ser mãe é educar, cuidar, ensinar. Ser mãe é proteger, coisa que Kátia fez muito bem.

 

A Policial Militar

Trabalhando há 20 anos na Policia Militar, Katia Sastre, estava no seu dia de folga quando se deparou com um cena que parecia de filme de herói. As cenas foram as seguintes: um suspeito se aproxima de um grupo de mulheres e crianças indefesas, aponta a arma para uma pessoa não identificada, anunciando um assalto; uma outra mãe tenta correr e alertar as outras. Neste momento, Kátia (a policial heroína) percebe a ação do suspeito audacioso e, com suas habilidades apreendidas no batalhão da Policia Militar e em um atitude destemida, parte para cima do indivíduo e “pow”, acerta ele. O suspeito tenta revidar contra a policial, mas Kátia é “blindada” e para sua sorte, o disparo não acerta ela. O suspeito cai no chão. Katia chuta a arma do suspeito para longe. Logo em seguida, imobiliza ele no chão, até que os outros amigos policiais juntos à ambulância, chegam para prestar ajuda. Conseguiram imaginar a cena? Um “cenão” de fazer a pipoca cair da boca, porém, foi tudo real o que essa policial vivenciou.

A homenagem para Kátia Sastre

Eita Mulherão! Um exemplo de empoderamento feminino desses, não poderia passar despercebido né? Ela, foi homenageada por seu desempenho em usar suas agilidades como policial e ainda por ser mãe, no último domingo (13), dia das mães. A homenagem foi feita pelo governador de São Paulo, Márcio França (PSD), em uma cerimônia no Batalhão da PM, região de Vila Esperança, na Zona Leste de São Paulo, onde ela trabalha. Meus parabéns a essa heroína da vida real. Me enche de orgulho. Ela simplesmente honrou o batalhão! 😀

 

 

Por Vanusa Almeida
Foto: divulgação
Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *