O cinema usado para um intercâmbio cultural entre Manaus e Austrália

A cultura australiana nunca esteve tão próxima de Manaus quanto nesta semana. Isso porque a capital amazonense recebe, desde a última segunda-feira (16), a Mostra de Filmes de Austrália, que se encerra na sexta-feira (20), com sessões gratuitas, sempre às 18h30. Uma coletânea de peso de obras cinematográficas do País tiveram como objetivo fazer um intercâmbio cultural, apresentando ao público manauara uma imagem da Austrália além de cangurus.

A Mostra já emocionou a todos os presentes, mesmo que poucos, na sua sessão de abertura, com o filme ‘Shine – Brilhante’ (1996), que traz Geoffrey Rush em um dos seus papéis mais marcantes do cinema australiana. A trama conta a história de um jovem prodígio que, ao se descobrir um dos pianistas mais talentosos da região, precisa lidar com os abusos do pai para se profissionalizar e seguir carreira com o que ele ama.

O jovem David, que encanta a todos com seu talento, começa, desde jovem, a apresentar traumas sofridos por conta dos abusos psicológicos do pai, que sempre o incentivou a ser o melhor músico mas, ao perceber o ascendente sucesso do filho, passa a não aceitar que ele pode ser independente e bem sucedido. Cheio de drama e emoção, a atuação de Rush é aplausível e leva todos a se emocionar com sua quase decadência.

A Mostra seguiu na semana com os filmes ‘Vem Dançar Comigo’ (1992), que conta a história de um dançarino e as dificuldades que ele enfrenta na comunidade onde vive, e ‘Entrando na Linha’ (2003), uma história de recomeço de um personagem australiano que tenta se manter na linha após sair da prisão. ‘Lantana’ (2001) foi é o quarto filme a ser exibido durante a Mostra e um dos mais clássicos e premidos. O drama cheio de mistério e amores rendeu ao diretor Ray Lawrence o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro do BAFTA e três troféus de uma das maiores premiações de cinema da Austrália, o Australian Film Festival.

Realizado pela Embaixada da Austrália no Brasil, o evento abriu a temporada 2018 em Manaus e ainda deve passar, no primeiro semestre deste ano, por mais três cidades. A oportunidade é única para poder fazer esse intercâmbio cultural, por meio do cinema, e de forma acessível a todos. Na exibição do filme de abertura, na segunda-feira (16), a sala ainda estava vazia, com bem menos da metade dos acentos ocupados, o que é desapontante visto que estamos falando de um evento gratuito e de importante agregação cultural a todos.

Em entrevista ao Dialog, a vice embaixadora da Austrália no Brasil, Tracy Reed, afirmou que o evento pretende mostrar aos manauaras que a Austrália é um País multicultural. “Essa é a segunda vez que a embaixada apresenta a Mostra em Manaus. A Mostra todos os anos passa por várias cidades do Brasil, levando a chance do público de conhecer mais da diversificada cultura australiana, tão distante deste Brasil incrível”, disse.

Se ainda houver tempo à você, internauta, o evento se encerra nesta sexta-feira (20), com a sessão marcada para às 18h30, com o filme ‘Geração Roubada’ (2002) – E ENTRADA GRATUITA. A trama fictícia acompanha a vida de crianças aborígenes, baseada em momentos verídicos da história australiana, que são tiradas de suas famílias para serem treinadas como empregadas e levadas diversas partes do País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *