Não viva um relacionamento abusivo. Liberte-se!

Sei que não é fácil se libertar das pessoas que gostamos, mas às vezes, a vida exige isso. A partir do momento que um relacionamento te faz mais mal do que bem, está na hora de você repensar se realmente é isso que você quer para sua vida e se vale a pena insistir nessa relação.

 

Reconhecer esse tipo de relacionamento que faz mal, a princípio não é simples, pois esse relacionamento vem disfarçado de “ciúmes fofos”, invasão de privacidade como por exemplo “se você confia em mim, você tem que me dá suas senhas de redes socais” (opa! Pera aí, primeiro que confiança vai muito além de trocar senhas de redes sociais) em seguida a pessoa já tenta impor seus tipos de amizades, ou seja começa a te privar de certas amizades, tenta controlar seus passos, querendo ser seu dono, mandando nas coisas que você faz, reclamando das roupas que você usa, usando sempre como justificativa que está fazendo essas coisas por se importar com você, que quer te proteger, que “te ama”. E quando você se dá conta, já está sendo manipulada (o). Que sufocante tudo isso, não é?

 

 

Gente, proteger, se importar, e gostar não tem nada a ver com a pessoa querer te manipular, te prender, ou até mesmo, te sufocar. Esses tipos de ação fazem mal, ocasionam muitos sentimentos ruins, como: tristeza, ansiedade e raiva. E assim, gerando possivelmente algumas brigas desnecessárias com direitos a agressão verbal, chegando até na pior das possibilidades, a uma agressão física. Isso é destruidor!

 

Por que muitas pessoas ainda insistem nesse tipo de relacionamento?

 

Talvez, o motivo que ainda fazem essas pessoas insistirem nesse tipo de relacionamento, seja por que elas idealizam, romantizam esses tipos de situações. Pensam que isso seria um “tipo de amor”. Mas não é! Homens e mulheres “possuem um histórico de relacionamentos por desejo de controle ou serem controlados”. Como mencionei antes, não é simples notar um relacionamento abusivo.

 

Geralmente, as pessoas não conseguem sair ou se dar conta de o quanto esse relacionamento está fazendo mal. O que não foge muito da nossa realidade, tenho certeza que vocês devem conhecer alguém assim, que parece estar “cego” ao ponto de não enxergar o quanto a pessoa lhe faz mal, que as vezes dá até vontade de dá dois tapinhas na costas dessa pessoa e dizer “eii, acorda essa pessoa não te merece”, porém, ela está sempre ali, persistindo e utilizando desculpas para não sair desse tipo de relação.

 

Muitas, usam como desculpas o medo de ficar sozinha, de não arrumar “alguém melhor”. Digo, a vocês que existem nesse mundo inúmeras pessoas e nenhuma é igual a outra, não deixa que um relacionamento desses acabem com sua essência e nem deixem de acreditar que vocês merecem coisas melhores. Vocês merecem sempre o melhor!

Relacionamento abusivo não é “fofo” é prejudicial à saúde do seu coração. Então, cuide dele e liberte-se!

 

Por Vanusa Almeida

Foto: Divulgação

One thought on “Não viva um relacionamento abusivo. Liberte-se!

  1. Entendo que na Maioria dos Relacionamentos….As Pessoas estao Sujeitos a tudo…Devido as Diversidades da vida…Querer Controlar o Parceiro (a)….Etc…Mas devemos Entrar no Bom senso…E Perceber…Que um Casal…Só Terá um Relacionamento sadio…Se ambas as Partes ter Confiança… amor…Fidelidade…Pra serem Felizes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *