Jovens encaram “peneira” em busca do sonho de se tornar jogador de futebol

Se tornar um atleta reconhecido com títulos, fama, dinheiro e vestindo a camisa de um grande time. Esse é o sonho que mexe com a imaginação da garotada que almeja através do futebol, vencer na vida e mudar a realidade de suas famílias.

E foi em busca deste sonho que cerca de 100 garotos participaram de uma peneira, organizada pelo Projeto Social Atletas de Cristo, no último sábado (21), no estádio Ismael Benigno (Colina).

Diante dos olhares atentos do empresário e ex-jogador de futebol profissional, Tinho, a garotada jogou como gente grande. Moviam-se, tocavam, controlavam com os pés e a cabeça, driblavam, chutavam no gol.

Com tantos talentos, Tinho teve dificuldades em fazer a seleção. Ao termino da última rodada, veio o anúncio. Carlos Lucas, 16, e Vitor Silva, 11, foram os jovens atletas pré-aprovados para fazer o teste em diferentes clubes do Rio de Janeiro.

Se de um lado, Carlos e Vitor vibravam com a oportunidade, outros 98 atletas lamentavam a frustação de não serem escolhidos. A peneira nunca é fácil, e ninguém que hoje sonhe ingressar no futebol pode evitar percorrer esse caminho. É muito raro um menino passar no primeiro teste. Alguns imploram para não ir embora, outros recolhem as chuteiras e partem para a próxima e muitos dizem: “Chega, parei aqui”.

Todos os jovens que participam da peneira têm o mesmo sonho e correm atrás, não só com a gana que o sonho desperta, mas também com o medo que ele significa. De fato, a peneira é início, meio e fim.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *