#OficinasMix: Luana Borba apresenta processos criativos na hora de realizar uma entrevista

Na noite da última quarta-feira (18.10), a Uninorte Laureate foi palco para o segundo dia do VI Mix de Comunicação, evento que ocorre anualmente na Instituição.  E como o objetivo é trazer cada vez mais conhecimento para os estudantes, o manual do evento exige a vinda de grandes convidados para compor o time de palestrantes. A apresentadora da Rede Amazônica, Luana Borba, apresentou o tema ‘’Rendeu! Produzindo entrevistas criativas’’ de uma forma bem descontraída. A apresentadora do Bom dia Amazônia mostrou os atalhos e dicas para ajudar o aluno de jornalismo na empreitada da carreira profissional.

“Acho que falar de entrevista é extremamente importante para o jornalista, pois é a base do nosso trabalho, para conseguir qualquer informação, de uma forma ou de outra, o repórter precisa entrevistar, então, eu penso que esse é um dos principais desafios que a gente precisa ter como Norte para o nosso trabalho, seja em qual meio for”, completou Luana Borba.

Luana afirma que um bom jornalista deve sempre ter cuidado ao trabalhar seu lado emocional e que na hora de lidar com um entrevistado, todos os mínimos detalhes são importantes, desde o entrosamento com a equipe de produção até o famoso “quebrando o gelo” com a pessoa que você vai entrevistar. “O nosso objetivo é chamar a atenção do público para o conteúdo, então, é importante auxiliar seu entrevistado da maneira correta, o deixando confortável. Com certeza irá passar mais atenção para o que se está conversando”, completou Luana.

A aluna do oitavo período de jornalismo, Fernanda Sampaio, elogiou o que foi abordado na palestra e quando perguntada sobre os benefícios que apresentações desses temas podem contribuir com a vida acadêmica e profissional do estudante, Fernanda reforçou a importância de se dar valor aos conteúdos em sala de aula, mas tendo sensibilidade de detectar que na prática algumas coisas mudam.

‘’Ajudam muito na experiência, técnica e o dia-a-dia de trabalho, porque na teoria a gente ver que é uma situação, mas na prática se torna diferente. É preciso ter garra, pulso firme e estar preparado para a resposta que você vai receber’’.

 

Por Daniel Prestes (texto e foto)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *